Pesquisa: Ciclistas e as eleições para prefeitura de Belo Horizonte

Ciclista,

Não é segredo para nenhum de nós que a bicicleta tem ganhado espaço nas sociedades e nas agendas políticas mundo afora.  Lançamos esta pesquisa com o intuito de incluir o uso da bicicleta em BH no debate político. Através dela, pretende-se identificar as prioridades elencadas pelos cidadãos de BH (ciclistas ou não).

Com os resultados, teremos em mãos um estudo para apresentarmos aos candidados à Prefeitura de Belo Horizonte nas Eleições de 2012.

Ainda que qualquer obra ou ação que envolva dinheiro público tenha de estar contida nas leis que moldam e executam os orçamentos públicos, esta pesquisa servirá de base para colocarmos nossas demandas no debate público e, no momento de discutir o orçamento, propor emendas nas Leis que envolvem o orçamento municipal.

Portanto,ciclista, solicitamos que você preencha, com a sua mais sincera opinião, essa pesquisa abaixo. Ela será a nossa voz diante da política.

Também é válida a participação de quem não pedala, pois teremos parâmetros sobre o que dificulta o uso da bicicleta como alternativa de transporte para esta pessoas. Divulgue a pesquisa para amigos, colegas de trabalho e familiares.

Qualquer dúvida, entre em contato com Guilherme Tampieri ou Vinícius Mundim nos endereços abaixo.

guilhermetampieri@gmail.com

viniciusmundimz@gmail.com

Anúncios

10 comentários sobre “Pesquisa: Ciclistas e as eleições para prefeitura de Belo Horizonte

  1. Todos os questionamentos dos quais estão citados acima são de extrema importância para o ciclista que utiliza a bike, tanto como meio de transporte, quanto para o lazer e o esporte. Aprovo a iniciativa e tenho esperança de conseguirmos ir adiante com este projeto (que é de extrema necessidade).

    E não tem custo alto. Vejo muitas obras sem fundamento e sem escrúpulos sendo feitas e desfeitas para refazerem, onde o governo não toma conhecimento da real necessidade da população cidadã que usufrui intensamente da cidade.

    Exemplo disso, são as obras na Av. Cristiano Machado e Av. Antônio Carlos. Onde constroem e destroem sem dar satisfação plausível ao cidadão. Inclusive alterando a rotina de vida, causando estresses e atrasos na sociedade.

    Para ir contra esses estresses causados pelo governo que gasta nosso dinheiro sem pedir a nossa opinião (e nem ao menos ouví-la) a opção é pedalar para ter uma vida mais saudável.

    Muitos trabalhadores afirmam que não utilizam bicicletas para se transportarem, por não haver segurança adequada nas vias e ruas de Belo Horizonte.

    Acho válido também as propostas de educação no trânsito, tanto para os ciclistas e mais ainda para os motoristas, que muitas vezes não se lembram que o ciclista também faz parte do trânsito e que ele está em desvantagem em relação ao motorista. Educação!

    Educação para os governantes também!

    Não queremos mais imposições e sim diálogos horizontais!
    Se o governo consegue fazer o que quer com o dinheiro, é porque somos nós que pagamos os impostos. E exigimos que sejam cumpridas as nossas demandas!

  2. Andar de bike faz bem à saúde física, emocional, espiritual! Bike é vida! Andar de bike faz bem ao planeta, diminui a poluição e o stress no trânsito! Andar de bike é tudo de bom!!!! E para viver esta experiência diária de compromisso com a qualidade da própria vida e do planeta, é necessário que os ciclistas tenham ciclovias, segurança no trânsito e apoio da Prefeitura e da sociedade em geral! É direito do cidadão ter boas condições de transitar como um ser consciente, é direito do cidadão ter condições de escolher e realizar um ato de amor à vida tão belo quanto andar de bike… essa ação vai muito além da simplicidade que aparenta ter! Eu APOIO OS CICLISTAS!

  3. Mais importante que tudo isto é melhorar a qualidade do asfalto. Em BH é praticamente inviável ter uma bicicleta speed. Chega a ser perigoso rodar com uma speed neste asfalto pois o risco de estourar o pneu num buraco e sofrer um acidente é altíssimo. Sem falar que ainda é um absurdo ainda existir ruas de pedra. O jeito menos inseguro de rodar no asfalto de BH acaba sendo com uma Mountain Bike e com uma boa suspensão, e não com uma bicicleta própria para asfalto. Em segundo lugar em importância, na minha opinião, estão os estacionamentos. Em 90% das situações temos que improvisar, trancar a bicicleta em postes, grades, etc., o que, se não me engano, é proibido. Quanto às ciclovias, não sinto tanta falta delas, ando bem junto com os carros, me sinto seguro (também tomo todas as precauções, como “direção defensiva” e minha visibilidade). Pra ser sincero, na maioria das vias com ciclovias, acabo rodando no espaço de carros, já que elas sempre tem muitos pedestres, lixo, carros estacionados, etc.

  4. Bom dia!sou ciclista há 20 anos pedalo pelos asfalto de todas as regioes de BH e grande BH nunca vi uma ciclovia nestas areas que ligam BH ao centro e regiões metropolitanas…vi algumas ciclovias que são de menor importancia para o ciclista que não faz efeito para a grande demanda de bikes por BH…vergonha é tampar o sol com peneira e falar que BH tem ciclovias nessesarias para quem quer deslocar de outras regiões mais distantes;tipo Venda Nova, Barreiro,e outras regiões de circuferência de aproximadamente uns 25 kms, isto é pouco para a prefeitura fazer basta allquem ver com os olhos este colapso de veiculos poluindo nosso ambiente alem de estar ocasionando estresse…eu tenho carro só uso nas horas que eu preciso de maior urgência …uso minha bike todos os dias para trabalhar,gasto em média de 32 a 38 minutos da pampulha a savassi e vejo muita gente querendo ir ao trabalho de bike mas fica comedo de nosso trânsito caótico porque não tem ciclovias…alquem salve BH se não o colapso só vai aumentar abraços! e que meu testamento sirva para os orgãos de apoio…

  5. Pingback: Ciclistas de BH se mobilizam para Eleições 2012

Comente! Discussões geram ações!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s